ICBAS - Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar
Uma saúdeEra uma vez

Às vezes… o amor

Era uma vez a Susana, uma jovem trabalhadora e ativa, que namorava com o António há muitos anos, e parecia feliz. No entanto, com uma vida profissional muito agitada, com muito stress e um enorme peso de responsabilidade pelo seu desempenho, a Susana não tinha horários de descanso. A sua vida amorosa estava em terceiro plano e, com o tempo, o António, descontente, resolveu acabar com o compromisso. A Susana sofreu bastante com o fim da relação, isolou-se no seu mundo e cada vez mais sentia o peso da responsabilidade profissional. Passados poucos meses, começou a ter dores articulares com inflamação às quais se seguiu o aparecimento de manchas vermelhas na face, que pareciam asas de borboleta, e depois febre. Consultou vários médicos até que se chegou ao diagnóstico de lúpus, uma doença autoimune. Iniciou tratamento com corticoides e hidroxicloroquina, e melhorou, mas ficou obrigada a receber acompanhamento médico regular.

Moral da História

As doenças autoimunes estão em crescimento no mundo ocidental. O stress do dia-a-dia, a poluição sonora e os eventos-de-vida, como o sofrido pela Susana, podem constituir o “gatilho” para o despertar de uma doença autoimune.

Este site utiliza cookies para proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao continuar a navegar neste site está a consentir a sua utilização. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura nas definições do seu navegador. Ver mais